.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Esse amor interrompido
Corrompido pelo
Crime
íngrime tempo desajustado

Que maldade tudo começar 
Assim
Meio trapo
Meio fardo
aos farrapos

Desse amor
Só um punhado de asas
A orquídea roubada
E o incenso artesanal
Que acabou rápido

da nossa pitanga
deu amora
ainda sobra espaço
lá fora

da maresia nem saudade
restou a vontade
o quintal vazio
o espinho
dos cactos
das rosas
e do que não
foi

a finco
no fundo
com tudo
lá dentro

Nenhum comentário:

Postar um comentário